NOVA CPMF É GOLPE TRIBUTÁRIO!

Brasileiros: pensem e repudiem mais este golpe contra nossa Nação!

Júlio César Zanluca – 05.11.2010

 

O governo federal não cansa de buscar recursos da sociedade, através de aumento de tributação. Só no governo Lula, houve 7 aumentos ou tentativas de aumentos de tributos sobre os empreendedores e a classe trabalhadora (1).

 

Agora, apesar de toda manifestação contrária e repúdio ao aumento de tributos, é lançado um novo golpe extrativista, querendo ressuscitar a CPMF, que tinha sido sepultada em 13.12.2007, após uma batalha entre nós, contribuintes (episódio xô-CPMF”), e os defensores da comunização da sociedade brasileira.

 

A dupla "Dilma/Lula" aproveitam a "popularidade" de ambos, e baseado em argumentos espúrios, negociam com os governadores o retorno imediato da "contribuição", jogando um besteirol de argumentos para justificar mais este confisco em cima da população trabalhadora e empreendedora do Brasil.

 

Para os defensores da CPMF: lembro que os mais atingidos por esta “contribuição” são justamente os trabalhadores e profissionais liberais, que arcam duplamente:

 

  1. Pelo pagamento indireto em seus salários e rendimentos, através dos débitos bancários e

  2. Pelo repasse que as empresas fazem aos produtos, relativamente à transferência de custos com a contribuição.

 

Portanto, governistas de plantão: mais impostos significa mais extração do esforço alheio – então procurem incentivar seu governo a reduzir despesas, melhorar a administração dos atuais recursos (que são cada vez maiores – a Receita Federal não tem anunciado recordes de arrecadação, a cada mês?), eliminar a corrupção, reduzir a quantidade de ministérios e cargos comissionados, cortar o uso dos cartões corporativos, eliminar a propaganda eleitoreira oficial, parar de entregar dinheiro público para guerrilheiros e ONGs de fachada, etc. etc.

 

Já tenho destacado, em outros artigos, que a solução para os problemas do Brasil não é aumentar a carga tributária, e sim, reduzi-la, administrando bem os mais de R$ 1,2 trilhão anuais que os governos federal, estaduais e municipais retiram do povo.

 

E, para aqueles que acham que o fim da CPMF é um prêmio aos sonegadores: não se esqueçam que o governo federal tem um arcabouço eletrônico de caça aos contribuintes, e pode perfeitamente identificar quem sonega, através das informações geradas pelos bancos e outros contribuintes (como dados sobre movimentação de cartões de crédito, operações imobiliárias, cruzamento de dados sobre pagamentos e deduções efetuadas, etc.).

 

Diante de tal arrogância governamental, invadindo novamente nosso bolso, reaja! Escreva para os deputados, senadores, imprensa, denunciando mais este golpe e pedindo a redução do gigantismo estatal, que sufoca a Nação Brasileira. Veja a lista de senadores e contatos com deputados federais.

 

A nossa inércia de hoje pode ser nossa prisão de amanhã!

 

(1) Sobre o assunto, veja o artigo "Popu-Lulismo: Aumento de Tributos para Pequena Empresa, de Novo!", disponível em http://www.portaltributario.com.br/artigos/popululismo.htm.

Júlio César Zanluca é Contabilista e mora em Curitiba - PR - http://zanluca.blog.br/


Tributação | Planejamento Tributário | TributosLegislação | Publicações Fiscais | Guia FiscalBoletim Fiscal | 100 Ideias | Boletim Contábil | Boletim Trabalhista | IRF | RIR RIPIRPS | ICMS | IRPJ | IRPF | IPI | ISS | Simples Nacional |  CooperativasModelos de Contratos | ContenciosoJurisprudênciaEconomia Tributária | ArtigosTorne-se ParceiroContabilidade | Guia Trabalhista | Normas Legais | Publicações Jurídicas